Osteopatia

blog3

Este tratamento baseia-se na procura de um equilíbrio dos nossos sistemas, e que se este equilíbrio não for encontrado, haverá mau estar no nosso organismo. São tratados maioritariamente problemas relacionados com os nossos músculos e ossos. É um tratamento que verá soluções a curto prazo, pois proporciona logo após à sessão um conforto e bem-estar. Mas este não é o seu único beneficio. Com as várias sucessões o equilíbrio é não só encontrado como mantido, e isto não só resolverá os problemas existentes do paciente como também irá prevenir que futuros problemas e sintomas se desenvolvam. A osteopatia é mais procurada em casos de dores de costas, de pescoço, enxaquecas, dores de pernas e braços, são sintomas muito comuns nos tratamentos pela osteopatia. Também é muito usual esta técnica na prática desportiva, como lesões de tenistas, golfistas, entorses no pulso, lesões no joelho, tornozelo entre muitas outras. Ultimamente, tem se vindo a aperceber que a osteopatia é também uma grande ajuda no que toca a gravidez, uma vez que se consegue aliviar as típicas dores de pescoço e costas, e consegue-se aliviar as dores do parto.

Todo o nosso corpo é controlado pelo nosso sistema nervoso, e põem se dar interferências em qualquer sitio devido a um nervo da coluna. Ao haver esta anomalia, os músculos ao seu redor serão inflamados e isto terá consequências no nosso organismo. O que o osteopata faz, é tentar perceber a origem do problema, que muitas vezes não é onde sentimos dores, e tentar com que as coisas voltem ao equilíbrio.

Como já conseguiu perceber, a Osteopatia irá trazer-lhe grandes benefícios não só a curto prazo, pelo alivio que sentirá logo a seguir a sessão como a longo prazo porque serão evitados vários sintomas e desiquilíbrios.

Acupuntura, porque?

post2

Cada vez mais as pessoas demonstram um maior interesse em tratamentos alternativos à medicina convencional. E a acupuntura tem vindo a ganhar cada vez mais fama, e tornando-se algo muito popular nos dias de hoje. É usada a acupuntura, para prevenir dores e também para tratar vários sintomas que causam desconforto. Qualquer pessoa que já experimentou, poderá dizer lhe o quão aliviado se sente ao sair de uma sessão de acupuntura.

Este tratamento baseia-se no estimulo eléctrico dos nervos através das agulhas que são inseridas em pontos estratégicos. Cada especialista tenta que o tratamento seja personalizado a cada paciente, o que faz que todas as sessões sejam diferentes. Acredita-se que ao estimular estes pontos, irá se promover um equilíbrio no nosso corpo e com isto uma sensação de bem estar.

Cada vez mais, as pessoas ficam adeptas deste tipo de tratamentos, e de facto, estudos e pesquisas recentes demonstram que muita gente tem benefícios após algumas sessões de acupuntura. Há que salientar o facto de que nem toda a gente reage da mesma maneira, o que funciona para mim, não significa que funcione necessariamente para si, mas isto não acontece só neste tratamento, acontece com toda a medicina em si, cada caso é um caso, e as pessoas são diferentes e reagem de maneiras diferentes. Mas acho que deverá experimentar este tratamento que tão é falado pelos benefícios que lhe traz.

Como encontrar o seu médico de família?

post1

Um médico de família tem uma extrema importância na vida da nossa família, afinal de conta é nele que confiamos a vida daqueles que mais gostam, e tem que ser uma escolha pensada com cuidado.

O primeiro critério que deverá ter em conta são as qualificações dos médicos, e como não existe nenhum local onde poderemos recorrer a este tipo de informação, o melhor é mesmo através da experiência do médico noutros casos e com outras pessoas. Regra geral, a escolha dos médicos é baseada ou porque conhecemos a pessoa em questão e temos confiança ou porque um amigo ou familiar nos recomenda, e à partida se nos esta a ser recomendado por alguém de confiança, não deveremos suspeitar.

Uma vez que escolheu um médico e decidiu ir a uma consulta para conhecer melhor o médico em questão, há certos aspectos que deverá ter em consideração. É importante como se sente durante a consulta, o médico tem que transparecer confiança e segurança no que está a dizer, afinal de contas estamos a falar da sua vida. Se por ventura, alguma vez estiver pouco seguro no que foi dito, ou com dúvidas acerca do diagnóstico procure uma segunda opinião. Outros aspectos a considerar, são a disponibilidade do médico para atende-lo, numa situação de emergência se o médico estará disposto a recebe-lo, em que hospitais é que o seu médico trabalhe, e se tem acordo com a sua seguradora de saúde, tudo isto são aspectos que deverá ter em conta quando for a consulta, para de facto perceber se o médico em questão é de facto uma boa escolha.

© Copyright 2016 • Luis Pereira CE